fbpx
Dicas para tirar mau cheiro ou impermeabilização das fraldas
maio 26, 2020
Aromaterapia para bebês
junho 13, 2020
Exibir tudo

Pandemia e fraldas de pano: como manter a escolha neste momento difícil

A quarentena tem se mostrado um período mais intenso de testes para nossas escolhas e relacionamentos. Se você (ou quem está ao seu lado) anda questionando o uso das fraldinhas reutilizáveis, este post é para você

Em casa com a família toda, 24 horas por dia. Em uma situação “normal”, isso poderia ser um momento de descanso, de diversão, de partilhas, simplesmente. Mas, no contexto da pandemia do coronavírus, difícil é encontrar quem esteja lidando bem com as mudanças, muitas vezes, involuntárias e cheias de tarefas extras.

Ficar em casa com o marido ou a companheira, o bebê, as crianças pequenas e, em alguns casos, mais um ou outro parente tem sido algo bastante desafiador para a maioria das pessoas.

As válvulas de escape que nos ajudavam a manter nossas emoções “sob controle” estão agora mais restritas, infelizmente. Não dá para dar um passeio no parque, caminhar até a aula de yoga ou tomar um chá com a amiga e mãe de três que sempre te ajuda nos seus perrengues da maternidade. Às vezes, conseguir alguns minutos de silêncio em casa já parece uma missão impossível… E assim, as angústias vão crescendo e se acumulando…

Do outro lado, quem divide as responsabilidades da casa com você também está passando por mudanças importantes: home office, redução no orçamento familiar, estresse, incertezas, privações sociais. Não há mais o campeonato de futebol no estádio nem na TV, nem o chopp com os amigos na quinta à noite ou os programas no fim de semana…

Em meio a tudo isso, temos o quê? Fraldas de pano! Sim, lá atrás, quando estava montando o enxoval do bebê, você fez essa opção para ser mais sustentável, não gerar lixo e tal, e agora isso virou assunto na hora do jantar… O que fazer?

A dúvida sobre manter essa escolha pode vir de você, que está se sentindo mais atarefada nos últimos tempos, ou de alguém perto de você, especialmente o parceiro ou parceira. Não importa. Neste post, queremos ajudar você a fortalecer a convicção de que vale a pena, sim, atravessar o período de fraldas do bebê com as versões reutilizáveis.

Vamos lá?

1- Não alimente o conflito

Se seu marido, por exemplo, não está mais apoiando a escolha das fraldinhas de pano, é hora de conversar, não de brigar. De nada adianta, nesse contexto tão sensível que estamos vivendo, arrumar mais um tema para discussões domésticas, certo? Pensando que todos nós temos uma parte da responsabilidade em um conflito, cuide para que a sua não aumente ainda mais essa fogueira, combinado?

2- Saiba ouvir com empatia

Quando você perceber que está calma e ele (ou ela) também, aproveite para iniciar uma conversa. Sim, não vale a pena tentar conversar quando os ânimos já estão alterados.  Feito isso, esforce-se para realmente ouvir e compreender com empatia o que o outro está dizendo. Coloque-se no lugar do outro, de verdade. 

Se não entendeu algo dito, não fique remoendo ou deduzindo coisas. Faça perguntas, questione – mas sem ser agressiva. O objetivo é chegar a um ponto mais ‘palpável’ ou objetivo do problema, como: “não quero ter que lidar com elas” ou “isso vai deixar cheiro na máquina de lavar” ou ainda “não sei colocá-las direito”, ou o que for.

3- Argumente de maneira clara

Depois de ouvir, você poderá expor seu ponto de vista. Procure ser o mais clara e verdadeira possível. Não dá para querer que o outro entenda algo se você não conseguir explicar e apresentar seus argumentos.

Neste caso, especificamente, vale lembrar de algumas vantagens que você conquista ao escolher as fraldinhas de pano:

Zero produção de lixo: consciência tranquila em relação ao meio ambiente;

Mais saudável para o bebê: as fraldas descartáveis, em geral, são mais propensas a gerar alergias na pele do bebê, por sua composição com produtos sintéticos e químicos;

– Lavagem é simples: ninguém precisa de um arsenal de limpeza para manter a assepsia das fraldinhas. Depois de uma pré-lavagem a mão, é possível lavá-las na máquina mesmo. Neste link você encontra mais detalhes e dicas para esse processo;

Opção mais econômica: sim, é verdade! Considerando um período médio de uso de 2,5 anos, é possível economizar mais de R$ 3 mil. E se o casal tiver mais filhos, as mesmas fraldas poderão ser usadas no novo ciclo. Por isso, ainda que o investimento inicial seja alto num primeiro momento, a economia em todo o período das fraldas é significativa e pode se transformar em algum plano futuro para a criança ou a família;

– Mais seguro em tempo de pandemia: não ter que comprar fraldas ou ter um imenso estoque delas em casa é um alívio neste momento, um avanço em direção à autonomia. Uma ida à farmácia ou ao mercado pode expor a família ao vírus e não queremos isso, certo? Ter o kit todo em casa resolve essa questão!

4- Busque uma saída de conciliação

É verdade que nem sempre os argumentos são satisfatórios. Quando você ouve algo como “as fraldas de pano vazam mais”, é até possível ponderar que as descartáveis também vazam algumas vezes. Mas, e quando o problema está em algo que, digamos, não faz muito sentido para você? E se a questão for “não quero lidar com elas”?

Aí, talvez a saída seja um meio termo, algo que consiga trazer conforto para ambos. Em algumas situações, ceder um pouco é um ato de generosidade, de empatia. E vale a pena em nome da paz em casa…

Por exemplo, se o marido diz que não gosta de trocar a fralda de pano, o casal pode combinar que cada um troca a fralda do seu jeito. Ela troca e coloca a de pano, e ele substitui a anterior por uma descartável. Não é o ideal para você, mas talvez seja o possível no momento.

Lembre-se: é mais fácil convencer alguém quando agimos com amor, carinho e empatia. Um passo de cada vez. Por mais harmonia no lar – e no mundo. 

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *