fbpx
Cuidados com o bebê recém nascido
setembro 4, 2017
Baby Blues – A tristeza materna no pós parto
setembro 21, 2017
Exibir tudo

Óleos Essenciais para a Gestação e Parto

Óleos essenciais podem ser de grande valia durante a gestação, parto e pós-parto. Apesar de serem produtos naturais altamente concentrados, eles oferecem múltiplas possibilidades de uso quando usados corretamente. Eles podem auxiliar na redução da ansiedade e aumento do bem estar, na redução da dor durante o parto e na aceleração da recuperação no pós-parto. Usados com parcimônia os óleos essenciais tem muito a contribuir neste momento único na vida dos seres humanos que é a chegada de uma criança.

A aromaterapia é a terapia com aromas ou terapia do olfato, utiliza como forma terapêutica os óleos essenciais extraídos das plantas 100% puros. Seu uso consciente pode prevenir e promover a saúde.

Os desconfortos que podem ser minimizados pela Aromaterapia na gravidez são inúmeros. Para citar apenas alguns – dores nas costas, enjôos matinais, azia, prisão de ventre, insônia, estrias, inchaço nos tornozelos, varizes. Alterações no estado emocional, como ansiedade e apreensão, entre tantas outras, antes do parto. Durante o parto os óleos podem aliviar e ajudar o processo e após o parto servem de apoio e na recuperação da mulher, como cicatrização de feridas internas, depressão pós-parto e até amamentação, quando insuficiente ou excessiva.

As principais formas de uso dos óleos essenciais durante a gravidez são também variados, como massagem, banho de imersão, inalação, compressas e escalda-pés, de acordo com o desconforto sentido.

Abaixo alguns óleos essenciais  indicados para  gestação, parto e pós parto:

Lavanda- lavandula Augustifólia

Ansiedade e dificuldade para dormir

Com o medo, vem a ansiedade, um dos maiores males que afeta as gestantes. O óleo essencial de Lavanda , é sem dúvida um dos melhores óleos essenciais para ser usado durante a gestação, parto, pós parto e para o bebê. Considerada a mãe da aromaterapia atual a Lavanda é equilibrante, apaziguadora das emoções, acolhedora! Para os bebês ela pode facilitar o sono e traz tranqüilidade, é um bálsamo para o puerpério, pode ser usada para enxaqueca, dores de cabeça e dores musculares.

Hortelã – Mentha Spicata ou Hortelã Pimenta – Mentha Piperita

Náuseas, vômitos e dores de cabeça

Cerca de 80% das gestantes costumam sentir náuseas, enjôos, amargor na boca e dores de cabeça, especialmente no primeiro trimestre de gravidez. Os óleos essenciais de Hortelã-pimenta (Mentha piperita) e Hortelã-do-campo (Mentha arvensis); são muito úteis para tratar as náuseas. Podem ser utilizados via inalação – até 3 gotas na palma das mãos. Óleo essencial extremamente refrescante,  revigora, traz concentração expectora, limpa, é um excelente analgésico muscular e estimulante da mente, bom para dores de cabeça e náuseas durante a gestação (usar após 3 primeiros meses).

Ylang Ylang: Indicado para tratar ansiedade e depressão pós parto, auxiliar na redução da dor e uso de analgesia.

Lemongrass : No trabalho de parto atua no alívio da dor e propicia um estado maior de relaxamento da parturiente. As formas de uso podem ser através de inalação e/ou massagem diluídos a 1% em óleo vegetal carreador:

Eucalipto (Eucalyptus glubulus):  Para aumentar a sensação de bem-estar e sentimentos positivos em relação ao parto

DIRETRIZES DE SEGURANÇA
Qualidade do óleo essencial, utilize apenas 100 % naturais, puros e completos.

Concentração de OE: a recomendação de diluição é de 1% ou menos para todas as

aplicações dérmicas (massagem ou compressa). No banho não deve se utilizar mais do que 5
gotas.
Avaliação médica e anamnese: é importantíssimo fazer um levantamento o mais
completo possível das condições gerais de saúde da cliente para auxiliar na escolha dos óleos
essenciais

Cuidados com óleos essenciais cítricos: não passar puro na pele e não se expor ao sol após o uso.
Ao adquirir os óleos essenciais verifique sempre à procedência e certifique-se que estes sejam 100% puros para exercer seus benefícios terapêuticos.

Formas de aplicação:

Inalações: De forma direta para problemas respirátórios, 1 ou 2 gotas de óleo essencial num lenço ou de 6-15 gotas no vaporizador de ambiente.

De forma indireta 1ou 2 gotas no colar aromático 2 a 3 vezes ao dia.
Banhos: Diluir de 6 a 8 gotas no mel, shampoo, sabonete liquido ou leite e colocar na água da banheira espalhando bem antes de entrar no banho.

Compressas: Utilizar de 4 a 6 gotas de óleo essencial em 50ml de água, vai molhando o pano e aplicando no local

Existem ainda outras formas de aplicação , como na sola dos pés, pulsos, atrás da orelha, entre outras, sempre consulte um aromaterapeuta que saberá indicar a melhor forma de aplicação dos óleos essenciais de acordo com o seu caso.

Estas dicas são seguras e é sempre recomendável ter algum profissional da área para orientar sobre a utilização segura dos óleos essenciais, que são muito concentrados e puros.

 

 

Clique aqui para comprar óleos essencias puros orgânicos

 

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *